Monitoramento da Qualidade na Prevenção do Câncer do Colo do Útero

O papel do grupo Âmbar no que diz respeito ao controle de qualidade em citopatologia é garantir a qualidade dos exames citopatológicos realizados no município de Ouro Preto. Os parceiros com os quais este grupo irá trabalhar neste projeto são: a Secretaria Municipal de Saúde de Ouro Preto; a equipe da Atenção Básica do município que atuam nas Unidades Básicas de Saúde realizando a coleta do preventivo e o setor de citologia do Laboratório Piloto de Análises Clínicas (LAPAC) da Escola de Farmácia da UFOP. O objetivo geral deste projeto é fazer uma comparação entre os métodos de monitoramento interno de qualidade: pré-escrutínio rápido, revisão rápida de 100% e revisão baseada nos critérios clínicos de risco; e verificar qual destes tem melhor desempenho na rotina laboratorial quanto à redução de resultados falso-negativos. As atividades que o grupo Âmbar se compromete a exercer para realização destes objetivos são: executar o monitoramento interno de qualidade em todos os exames citopatológicos realizados no setor de citologia do LAPAC; documentar adequadamente todos os resultados obtidos através da realização dos métodos de monitoramento interno da qualidade a fim de posteriormente comparar o desempenho de cada um; divulgar os resultados obtidos em congressos e artigos de revista científica. Os resultados esperados do projeto são: garantir que todos os exames citopatológicos realizados no município de Ouro Preto sejam de máxima qualidade; indicar qual método de monitoramento interno de qualidade tem melhor desempenho quanto à detecção de falso-negativos; compartilhar a experiência do setor de citologia do LAPAC quanto à implantação do monitoramento interno de qualidade com outros municípios a fim de que a garantia da qualidade do exame citopatológico seja estendida a outras localidades. As ferramentas que o Âmbar irá usar para medir os resultados do projeto são: pesquisas, análise de dados e aplicação de testes estatísticos pertinentes. Os materiais tangíveis que o projeto irá produzir são: relatório contendo detalhes do desempenho de cada um dos métodos de monitoramento interno de qualidade avaliado. Os resultados do projeto serão divulgados em artigos de revistas científicas e em congressos, além de ser enviado um relatório para a Secretaria de Saúde de Ouro Preto quanto à qualidade aferida aos exames citopatológicos do colo do útero com a utilização dos métodos de monitoramento interno de qualidade no setor de citologia do LAPAC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *