Análise da expressão de PCNA e da proteína L1-HPV nas lesões intraepiteliais cervicais

O câncer cervical é uma das mais frequentes doenças que acomete a população feminina. A evidente associação entre o Papilomavirus Humano (HPV) e as lesões pré-neoplásicas e neoplásicas do colo uterino tem motivado muitos estudos. O mecanismo pelo qual o HPV de alto risco interfere no ciclo celular, levando a desregulacão e progressão da lesão, inclui fatores inerentes ao vírus e à sua inter-relação com a célula hospedeira. Estas interferências podem levar a indicação de marcadores que orientariam o prognóstico e melhorariam o diagnóstico da patologia. Neste projeto, pretendemos analisar a distribuição e a expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) nas lesões benignas, neoplasia intraepitelial cervical graus 1, 2 e 3 e no carcinoma epidermóide invasor, correlacionando com a fase da infecção pelo HPV e buscando biomarcadores mais específicos da carcinogênese cervical. O projeto será realizado com 150 amostras de biópsias cujos diagnósticos histopatológicos estão distribuídos em LB, NIC1, NIC2, NIC3 e CEI. Estas amostras serão avaliadas pela técnica de imunoistoquímica utilizando anticorpos monoclonais anti-PCNA e anti-L1HPV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *